Escola Superior de Biotecnologia debate desafios de sustentabilidade na cadeia agro-alimentar

O Auditório Carvalho Guerra, da Universidade Católica Portuguesa no Porto, encheu-se para receber mais uma edição do Innovation Day 2020. Um evento organizado pela Escola Superior de Biotecnologia que, este ano, permitiu lançar a discussão sobre as estratégias inovadoras e abordagens holísticas cruciais para promover a transição ambiental.

Estima-se que a produção global de alimentos deva aumentar 60 por cento até 2050 de forma a suprir as necessidades do crescimento da população. No entanto, o impacto ambiental associado aos alimentos ao longo de toda a cadeia é significativo e não pode ser descurado. A sobre-exploração de recursos naturais ao longo da cadeia traduz-se em alterações dos ecossistemas, contribuindo para as alterações climáticas, escassez de recursos, perda de biodiversidade e aumento de poluição.

As empresas do setor devem vencer o desafio de fornecer quantidades crescentes de produtos e serviços e, ao mesmo tempo, reduzir a sua pegada ecológica. Este percurso requer, contudo, partilha e cruzamento de experiências dos diferentes setores. E foi exatamente esse um dos grandes objetivos do Innovation Day de Biotecnologia, evento promovido pela Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, no Porto, que se realizou no dia 21 de fevereiro.

Com a presença de oradores nacionais e internacionais, bem como com intervenções de base académica e empresarial, este ano o Innovation Day deu enfoque à análise de temáticas relevantes para a produção primária, para a indústria transformadora e para a distribuição alimentar e, ainda, para a discussão de temáticas transversais para a sustentabilidade de toda a cadeia agro-alimentar.

Fevereiro 2020

Partilhe/Share