Escola Superior de Biotecnologia: regresso às aulas com novidades em setembro

Depois de um ano letivo que ninguém poderia ter previsto vamos em setembro de 2020 iniciar um ano escolar planeado de raiz em função da necessidade de evitar o contágio pelo vírus mais impopular do mundo

A Católica no Porto recebeu o selo COVID SAFE, atribuído pela APCER - Associação Portuguesa de Certificação. Isto significa que todo o campus, incluindo a Escola Superior de Biotecnologia (ESB), cumpre as orientações de proteção da saúde e segurança, definidas pela Direção-Geral da Saúde, pela Autoridade para as Condições de Trabalho e pela Organização Internacional do Trabalho, no âmbito das suas atividades de ensino e investigação.

Além disso, e porque os cursos da ESB mantêm a sua ênfase na componente experimental, os horários estão desenhados para as turmas serem desdobradas sempre que necessário e o distanciamento pessoal recomendado mantido em todas as aulas presenciais no laboratório e em sala. Em cada ano curricular alguns dias (ou períodos) da semana serão dedicados a ensino presencial e outros a lecionação online. Esta opção por um modelo híbrido permite reduzir o número de alunos que circulam diariamente no campus sem no entanto eliminar as oportunidades de companheirismo que permitem à vida académica transcender a faceta imediata de aquisição de conhecimento avançado.

Algumas das regras concretas de prevenção e proteção estão já em vigor há alguns meses:

  • É obrigatório o uso de máscara durante todo o período de permanência no edifício da ESB e em qualquer outro edifício do campus.
  • Na chegada ao edifício a máscara já deve estar posta.
  • As mãos têm de ser lavadas e higienizadas frequentemente. A utilização de luvas no laboratório não substitui a higienização das mãos.
  • A entrada e saída do edifício fazem-se apenas pela porta Sul (porta principal).
  • A ida para os pisos superiores ou inferior é efetuada pelas escadas localizadas junto à receção.
  • O regresso dos pisos superiores ou inferior é efetuado pelas escadas localizadas no centro do edifício, junto às casas de banho.
  • O uso do elevador deve ser evitado. Se utilizado, apenas poderá transportar uma pessoa de cada vez.
  • Nas instalações sanitárias a capacidade máxima é de 2 pessoas. As torneiras e maçanetas das portas devem ser manuseadas com papel limpo que depois se descarta em recipiente apropriado.
  • Antes e depois de cada utilização de impressoras, máquinas de vending ou outros equipamentos de uso comum as mãos e teclados devem ser higienizados.
  • Nos laboratórios recomenda-se a utilização de viseira ou óculos de proteção, de acordo com as atividades em curso, sempre em complemento à máscara.

Agosto 2020

Partilhe/Share