MultiBiorefinery: Valorização de resíduos agroflorestais e pesqueiros

De 1 de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2019 a ESB vai estar envolvida no projeto MultiBiorefinery, financiado pelo programa Compete no valor total de dois milhões e meio de euros. Este trabalho, liderado pela Universidade do Minho e onde também participam a Universidade de Aveiro, a NOVA.ID.FCT - Associação para a Inovação e Desenvolvimento da FCT, o Instituto de Biologia Experimental e Tecnológica e a Universidade de Coimbra, pretende dar um passo em frente na criação de uma biorrefinaria integrada.

Enquadramento
MultiBiorefinery visa a promoção da bioeconomia Portuguesa através da valorização de subprodutos e resíduos florestais, agroalimentares e da pesca. É um projeto de investigação científica e de desenvolvimento tecnológico multidisciplinar, apresentado por um consórcio de unidades de investigação com competências complementares, que procurarão capitalizar e otimizar meios e recursos existentes e criar massa crítica para acelerar a produção de conhecimento e soluções para desafios societais, principalmente nos setores de saúde e alimentação, assegurando práticas amigas do ambiente.

Projeto
O objetivo do projeto MultiBiorefinery é o de desenvolver e utilizar estratégias multiusos e tecnologias inovadoras e sustentáveis, com recurso à biotecnologia industrial e à química verde, para a valorização de subprodutos e resíduos com a finalidade de se avançar para uma biorrefinaria verdadeiramente integrada capaz de lidar com matérias-primas diversas.
Serão eleitos casos de estudo de subprodutos da floresta (raízes e nós de Eucalyptus globulus e cascas e agulhas de Pinus pinaster), da agricultura (subprodutos de melão, de adega e de tomate) e pesca (espinhas de peixes, águas residuais da salga do bacalhau e de cozedura da indústria de conservas) com vista à sua transformação em produtos de valor acrescentado.

Os principais produtos finais incluirão biopolímeros e uma gama de compostos bioativos, produtos químicos de base e biocombustíveis.

Mais especificamente, o projeto MultiBiorefinery foca-se:

  1. na extração e caracterização de produtos de alto valor obtidos por técnicas sustentáveis;
  2. no desenvolvimento de novos processos de transformação química e de bioconversão;
  3. na formulação de formas adequadas para conservação, utilização e incorporação de extratos bioativos e funcionais;
  4. na avaliação da toxicidade e bioatividade dos compostos extraídos e formulados usando ensaios pré-clínicos (químicos, enzimáticos, modelos celulares);
  5. na demonstração de novos processos à escala piloto.

O projeto MultiBiorefinery visa contribuir para estimular alguns dos eixos estratégicos de desenvolvimento consagrados na Estratégia Nacional de Especialização Inteligente nomeadamente as Tecnologias de Produção e Indústrias de Processo, com especial ênfase na Química Verde e Biotecnologia Industrial.
Além disso, é um projeto cujo fio condutor está alinhado com os conceitos de Economia Circular e Simbiose Industrial e com as propostas da Iniciativa Europeia de utilização eficiente de recursos no âmbito da Estratégia Europa 2020 de apoio à transição para uma utilização eficiente dos recursos numa economia de baixo carbono, de modo a alcançar um crescimento sustentável.