Telhados verdes, cidades sustentáveis

A Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa tem já um largo historial de trabalho realizado na área das fitotecnologias para o tratamento de água e solo, e mais recentemente tem trabalhado com coberturas ou telhados verdes aplicadas à zona mediterrânea explorando o seu potencial para o aproveitamento de águas pluviais. Neste contexto tem desenvolvido vários trabalhos de investigação cientifica e também tem criado uma proximidade à comunidade através da comunicação dos resultados alcançados. Para além de ter vindo a ser feito um grande investimento no envolvimento de escolas e alunos do ensino superior em prol da divulgação desta tecnologia.

A temática das coberturas verdes é multidisciplinar tendo a equipa conjunta de investigadores da ESB (Cristina Monteiro, Cristina Calheiros, Paula Castro) estabelecido parceiras e colaborações com diversas entidades: ANCV-Associação Nacional de Coberturas Verdes (Eng. Paulo Palha), ANQIP-Associação Nacional para a Qualidade nas Instalações Prediais (Carla Pimentel-Rodrigues e Professor Armando Silva-Afonso), Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (Sara de Freitas e Professor Nuno Ramos), entre outras.

O trabalho levado a cabo culminou na recente participação em dois eventos de elevada relevância ao nível nacional.

No dia 12 de Julho, na sede da Região Norte da Ordem dos Engenheiros no Porto, decorreu o 1º Encontro Técnico sobre Coberturas Verdes e Ajardinadas, organizado pelo Conselho Regional Norte do Colégio de Engenharia do Ambiente da Ordem dos Engenheiros, do qual a Professora Paula Castro foi uma das principais oradoras convidadas apresentando estas infraestruturas verdes como instrumentos de apoio à gestão de águas pluviais em contexto urbano.

Um outro trabalho relativo à "divulgação científica através de modelos e laboratórios escolares de paisagem na área da biotecnologia-Ecotecnologias para a Sociedade" foi apresentado, no passado dia 8 de Julho, no II Encontro de Ensino e Divulgação das Ciências que reuniu, na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, mais de trezentos professores, investigadores e outros especialistas nacionais e estrangeiros.

Pretende-se pois continuar a evoluir no conhecimento contribuindo para uma sociedade mais informada.

Partilhe/Share