Apresentação

Os nutricionistas gostam de explorar e compreender o impacto da alimentação no desenvolvimento humano, na saúde e na qualidade de vida. Estes profissionais são responsáveis por avaliar o estado nutricional de indivíduos ou comunidades, estabelecer planos alimentares adequados e formular novos produtos, tendo sempre como foco central de atuação a promoção do bem estar e a prevenção da doença.

A prática profissional decorre habitualmente em hospitais, centros de saúde, escolas, autarquias, estabelecimentos de restauração coletiva, na indústria alimentar, na área desportiva ou em centros de investigação científica. A formação O ensino é outra das opções possíveis. Muitos nutricionistas criam o seu próprio emprego desenvolvendo atividades de consultadoria ou estabelecendo uma prática clínica.

Os nutricionistas distribuem-se por numerosas atividades e podem desenvolver várias em paralelo:

  • Explicam os princípios da nutrição e alimentação e como pô-los em prática
  • Avaliam o estado nutricional e determinam as necessidades nutricionais
  • Definem planos alimentares de acordo com múltiplos critérios
  • Aconselham cadeias de produção e distribuição alimentar
  • Promovem a saúde através do aconselhamento nutricional junto de grupos de indivíduos, clarificando a relação entre as escolhas alimentares e a (falta de) saúde
  • Intervêm, desde a infância ao envelhecimento, sendo conhecedores das necessidades específicas de cada faixa etária
  • Promovem a investigação de referência nas Ciências da Nutrição

A licenciatura em Ciências da Nutrição tem duração de 4 anos (240 créditos - ECTS) e conduz à integração na vida profissional ou aos mestrados relevantes (na ESB os mestrados variam entre três e quatro semestres).

Quais as funções típicas dos nutricionistas?

Os licenciados em Ciências da Nutrição pela ESB estão preparados para atuar em múltiplos domínios de interesse, nomeadamente:

  • Avaliação do estado nutricional e implementação de terapêutica nutricional adequada a diferentes situações patológicas em diferentes unidades de saúde (hospitais, centros de saúde, clínicas...)
  • Planeamento, implementação, gestão e avaliação de programas de intervenção comunitária, na área da alimentação/nutrição em autarquias, lares, creches, infantários e escolas
  • Planeamento, implementação e gestão de regimes alimentares para desportistas - Planeamento, implementação e gestão de regimes alimentares e ementas para a restauração colectiva
  • Controlo da qualidade, microbiológica, nutricional e sensorial de produtos alimentares
  • Concepção de estratégias e implementação de metodologias para melhorar produtos tradicionais tendo em atenção a segurança e estado de saúde da população
  • Desenvolvimento novos produtos funcionais, ligando produção, nutrição e saúde
  • Ensino e formação
  • Investigação, inovação e desenvolvimento

 

Como se caracteriza a licenciatura da ESB?

Estes são alguns aspetos centrais da licenciatura em Ciências da Nutrição na ESB:

  • Aprendizagem ativa e participativa
  • Aprendizagem centrada em extensa prática experimental
  • Preparação especializada em diversos domínios de interface da nutrição (saúde pública, segurança e processamento alimentar, microbiologia, etc)
  • Proximidade com linhas de investigação integradoras
  • Estágio curricular integrado (em Portugal ou no estrangeiro)
  • Acesso a mestrados (2º ciclo de Bolonha)

O mercado de trabalho procura e premeia as pessoas que dominam múltiplas competências transversais (soft skills) que imprimem versatilidade e permitem abordar os projetos mais variados. As nossas licenciaturas incluem como objetivo maximizar a preparação em:

  • Comunicação interpessoal
  • Trabalho em equipa
  • Raciocínio crítico
  • Ética profissional
  • Gestão do tempo
  • Autoconfiança
  • Liderança
  • Criatividade
  • Voluntariado