Tuna Feminina da Católica no Porto comemora 30 anos

“Fazer parte da Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa é fazer parte de uma família e crescer como pessoa individual em grupo.”

A Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa (TFUCP), no Porto, está de parabéns! Foi no dia 10 de dezembro de 1990 que a tuna nasceu pelas mãos de estudantes da Escola do Porto da Faculdade de Direito, da Católica Porto Business School e da Escola Superior de Biotecnologia, embora hoje já integre membros de todas as unidades académicas.

Atualmente, a direção da tuna é constituída por Inês Guimarães (Magistra), Ana Moreira (Relações Públicas), Leonor Pizzaro (Direção Musical), Sara Madureira (Tesoureira) e Francisca Silva (Secretária), que aceitaram o desafio de responder a algumas questões.

Católica no Porto: Qual é a missão da Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa?
TFUCP: A missão da TFUCP passa por continuar o seu legado, propagando música e o espírito de união de grupo. A tuna tem como objetivos: atuar em festivais e lutar pelos melhores prémios, o contínuo trabalho em equipa e, o mais importante, que as suas integrantes se divirtam ao longo da jornada como tunantes.

Católica no Porto: Quantos elementos tem a tuna?
TFUCP: Uma vez tunante, sempre tunante. Deste modo a TFUCP é constituída por quase 150 elementos, sendo que atualmente conta com cerca de 20 elementos no ativo.

Católica no Porto: Qual é o espírito que se vive na tuna?
TFUCP: Imensas palavras ou frases poderiam ser escritas, no entanto, apenas quem vive consegue compreender o espírito de pertencer a esta família, na qual se encontram amigas para a vida. Aqui existe um grupo académico onde as estudantes podem crescer. Quem quiser integrar este grupo académico, pode esperar trabalho, ambição, cumplicidade, festa, e o mais importante, o espírito de grupo.

Católica no Porto: Como foi ultrapassar o desafio da pandemia?
TFUCP: As expectativas e os objetivos para o ano letivo 2019/2020 eram muito elevadas porque o ano letivo 2018/2019 foi um ano muito bom: fomos a inúmeros festivais, um dos quais na ilha da Madeira e outro em que fomos até à capital ganhar o prémio de Melhor Tuna. Todos estes momentos que vivemos, levaram-nos a sermos melhores como grupo e a fortalecer a ligação entre nós. Dessa forma, decidimos voltar a realizar o nosso festival Acordes do Douro, para o qual começámos a trabalhar no início do ano letivo 2019/2020. O objetivo seria realizar este festival em Abril de 2020 e, depois de muito trabalho e de quase todos os pontos fechados, tivemos de cancelar devido à pandemia. Quando nos vimos fechadas em casa, sem ensaios, sem convívios e sem festivais, decidimos continuar a animar todos os que estavam na mesma situação e, por isso, realizámos alguns vídeos dinâmicos e divertidos. Mesmo na noite em que seria o nosso festival, publicámos um vídeo em que juntámos as vozes dos elementos de várias gerações da nossa tuna a cantar a música “Porto Velhinho”. Desde daí, temos tentado inovar e usar ainda mais as nossas redes sociais de forma a dinamizar este grupo académico. Temos, também, mantido vários encontros virtuais entre nós para o contacto não se perder e iremos ter um próximo, com mais de 50 presenças, para festejar o nosso 30º aniversário!

Católica no Porto: O que é que a Tuna Feminina da UCP deseja nesta comemoração do seu 30º aniversário?
TFUCP: Para a tuna desejamos que venham mais 30 anos de alegria, que este espírito de grupo nunca se perca e que continue a evocar memórias do passado, mas, também, a renovar e inovar acompanhando a atualidade.

Católica no Porto: Fazer parte da Tuna Feminina da Universidade Católica Portuguesa é ...
TFUCP: ... é fazer parte de uma família e crescer como pessoa individual em grupo.

Poderá entrar em contacto com a tuna através do tunafemininaucp@gmail.com e acompanhar a sua atividade através das redes sociais.

Dezembro de 2020

Partilhe/Share